Ciência e Tecnologia

20/01/2022 | domtotal.com

Novas frequências de 5G são lançadas nos EUA sem grande impacto em voos

Houve alguns cancelamentos de voos, mas não teve grandes perturbações temidas pelas companhias aéreas

Depois de cancelar os voos no dia anterior, a Japan Airlines disse que planejava retomar o serviço para os Estados Unidos em 20 de janeiro de 2022
Depois de cancelar os voos no dia anterior, a Japan Airlines disse que planejava retomar o serviço para os Estados Unidos em 20 de janeiro de 2022 Foto (Charly TRIBALLEAU/AFP)

As operadoras de telefonia AT&T e Verizon começaram a implementar novas faixas de frequência para 5G nos Estados Unidos nesta quarta-feira (19), causando alguns cancelamentos de voos, mas não as grandes perturbações temidas pelas companhias aéreas pela possível interferência nos instrumentos das aeronaves.

Segundo o site especializado Flightaware, cerca de 261 voos que deveriam decolar ou pousar em um aeroporto americano haviam sido cancelados até as 19h15 GMT (16h15 em Brasília). O número pode aumentar, mas é inferior ao de terça-feira e também aos 538 voos anulados na quarta-feira anterior.

Algumas companhias aéreas sediadas fora dos Estados Unidos cancelaram voos de longa distância para determinados aeroportos, incluindo Emirates, Air India, ANA e Japan Airlines.

As duas últimas indicaram inicialmente ter recebido informações sobre possíveis interferências entre os altímetros de seus Boeing 777 e as frequências 5G. Mais tarde, porém, receberam outra notificação da autoridade americana de aviação, a FAA, garantindo que não havia problemas, então planejam retomar sua agenda normal a partir de quinta-feira.

A AT&T e a Verizon investiram dezenas de bilhões de dólares no início de 2021 para obter os direitos de uso das novas faixas de frequência para a tecnologia 5G.

Mas logo o setor aéreo expressou preocupação de que essas frequências, próximas às usadas pelos altímetros dos aviões, pudessem interferir nos instrumentos que são importantes para pousos sob certas condições climáticas.

A FAA exigiu recentemente ajustes e 10 companhias aéreas pediram na segunda-feira a intervenção das autoridades para evitar "interrupções significativas" no tráfego aéreo.

Ambas as operadoras, que já haviam adiado duas vezes a implantação das novas frequências, concordaram em adiar mais uma vez a ativação de torres de telefonia móvel próximas às pistas de alguns aeroportos. Ainda assim, mantiveram o lançamento do 5G no resto do país.

Nesta quarta, a FAA disse ter dado luz verde a mais três radioaltímetros, permitindo que 62% dos voos comerciais dos EUA pudessem aterrissar com o instrumento em caso de pouca visibilidade em locais onde a tecnologia foi implementada.

"Embora ainda haja trabalho a ser feito entre todas as partes", o gesto das operadoras representa "um passo importante em direção a uma solução permanente", afirmou a federação que representa as companhias aéreas americanas, a A4A.

A AT&T confirmou à AFP que lançou as novas bandas de frequência em oito grandes cidades do país. E o diretor executivo da Verizon, Hans Vestberg, disse à rede CNBC que as novas faixas foram lançadas em mais de 1.700 localidades.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.