Esporte

21/01/2022 | domtotal.com

Time alemão de handebol feminino encontra câmeras escondidas em vestiário

Foram encontradas provas na posse do suspeito. Uma possível condenação por violação de direitos pessoais pode resultar em até 2 anos de prisão

Polícia aponta como principal suspeito funcionário que trabalhava próximo das jogadoras
Polícia aponta como principal suspeito funcionário que trabalhava próximo das jogadoras Foto (DW)
DW

Dispositivos estavam escondidos de forma ilegal. Polícia aponta como principal suspeito funcionário que trabalhava próximo das jogadoras. Caso semelhante em outro time alemão foi revelado na semana passada. O time de handebol feminino TuS Metzingen, da primeira divisão da liga de handebol da Alemanha, informou nesta quinta-feira (20/01) que suas jogadoras descobriram no início da semana duas câmeras escondidas de forma ilegal em seu vestiário.

A polícia abriu uma investigação e apontou como principal suspeito um funcionário do clube que trabalhava próximo das jogadoras, demitido após o caso vir à tona. A identidade do suspeito não foi divulgada.

Um porta-voz da polícia da cidade de Reutlingen, no sul da Alemanha, disse ao jornal Reutlingen General-Anzeiger que foram encontradas provas na posse do suspeito. Uma possível condenação por violação de direitos pessoais pode resultar em até dois anos de prisão.

"Este ato repugnante – e por uma pessoa de confiança – é chocante e afetou todos nós profundamente", afirmou à revista Spiegel o diretor do clube, Ferenc Rott, que também se disse "impressionado" pela coesão das jogadoras e a sua decisão de manter uma partida contra o SG MMB Bietigheim ocorrida na quarta-feira.

As jogadoras também se manifestaram sobre o caso no Instagram, publicando uma foto do time e um comentário: "Não deixaremos nada nem ninguém nos derrotar. O handball feminino mantém-se unido e se defende de todos que ameaçam a nós e ao nosso esporte. Nossa coesão é mais forte que qualquer rivalidade, qualquer jogo e qualquer gol!"

A Liga de Handebol Feminino da Alemanha (HBF) afirmou em um comunicado ter ficado "chocada" com o caso e garantiu "apoio total" ao TuS. "Condenamos fortemente esse ato repreensível", disse a organização. "Esse ato criminoso contradiz todos os valores que nós representamos."

Um caso parecido na liga federal de handebol feminino alemã veio à tona na semana passada, quando o jornal Winsener Anzeiger reportou que câmaras escondidas haviam sido localizadas nos vestiários antes de uma partida entre os times HL Buchholz 08-Rosengarten e o SG BBM Bietigheim. O episódio foi confirmado pela polícia.

bl (ots)

DW



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.