Brasil Educação

25/01/2022 | domtotal.com

Perdas da pandemia na educação infantil são quase 'irreversíveis', diz Unicef

Mais de 616 milhões de estudantes continuam afetados pelo fechamento total ou parcial das instituições de ensino

Alunos em sala de aula numa escola em Mumbai, em 24 de janeiro de 2022, após a reabertura de escolas indianas
Alunos em sala de aula numa escola em Mumbai, em 24 de janeiro de 2022, após a reabertura de escolas indianas Foto (INDRANIL MUKHERJEE/AFP)

O fechamento das escolas devido à pandemia de covid-19 está causando danos quase "irreversíveis" na educação das crianças em todo o mundo, lamentou nesta segunda-feira o Unicef (24).

Mais de 616 milhões de estudantes continuam afetados pelo fechamento total ou parcial das instituições de ensino, disse a agência da ONU para a infância.

Em muitos países, esses distúrbios, além de privar milhões de crianças da aquisição de habilidades básicas, afetaram sua saúde mental, aumentaram seu risco de abuso e impediram que muitas delas tivessem acesso a "uma fonte regular de nutrição", segundo o Unicef.

"Estamos enfrentando uma magnitude quase insuperável de perdas na educação infantil", disse Robert Jenkins, chefe de educação do Unicef, em um comunicado, quase dois anos após o início da pandemia.

Reabrir as escolas "não é suficiente", acrescentou, pedindo "apoio intensivo para recuperar a educação perdida".

O Unicef destacou que "as perdas de aprendizado com o fechamento das escolas deixaram até 70% das crianças de 10 anos de países de baixa e média renda incapazes de ler e compreender textos simples, em comparação com 53% antes da pandemia".

Assim, na Etiópia, as crianças aprenderam apenas entre "30 e 40% da matemática que teriam aprendido se o ano letivo tivesse sido normal" na escola primária, estima a agência das Nações Unidas.

Os países ricos estão longe de se salvarem. Nos Estados Unidos, por exemplo, foram observados atrasos de aprendizado em vários estados, como Texas, Califórnia e Maryland.

O abandono escolar também é um problema: na África do Sul "estima-se que entre 400 e 500 mil alunos abandonaram completamente a escola de março de 2020 a julho de 2021".

Por fim, além dos crescentes níveis de ansiedade e depressão em crianças e jovens ligados à pandemia, "mais de 370 milhões de crianças em todo o mundo foram privadas de alimentação escolar durante o fechamento", o que representa "para algumas crianças sua única fonte confiável de alimento e nutrição diária".


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.