Engenharia Ensaios em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade

26/04/2022 | domtotal.com

Web3

A Web3 provavelmente impactará toda a economia nos próximos anos e está evoluindo muito rapidamente

Jose Antonio de Sousa Neto
Jose Antonio de Sousa Neto Foto (Pixabay)

José Antônio de Sousa e Mateus Bernardes

Web3 refere-se à próxima versão da internet ou à próxima grande fase na evolução da internet que se concentrará na descentralização e na propriedade do usuário. Assim como a criação das criptomoedas, e auxiliado pelos ecossistemas de IoT (Internet das Coisas), o surgimento do metaverso e a ascensão dos NFTs (tokens não fungíveis), essa nova fase da internet será baseada na descentralização, abertura e maior utilização para usuários individuais. Em outras palavras, a Web3 é uma fase futura e descentralizada do desenvolvimento da Internet, onde os usuários se tornam proprietários. https://seekingalpha.com/ **.

Isso contrasta com a atual Web2, que é dominada por grandes players centralizados que capturam a maior parte do valor monetário da internet. A Web2 é a fase em que estamos desde o início dos anos 2000, quando surgiram grandes plataformas como Google, Facebook, Twitter e Amazon, além de serviços como Uber e trouxeram uma ordem comercial centralizada à internet, facilitando para se conectar, navegar, interagir e fazer transações online. Por outro lado, as plataformas e aplicativos Web3 serão desenvolvidos, de propriedade e mantidos pelos usuários.

O termo "metaverso" é usado principalmente para se referir a uma antecipada iteração futura da Internet. Espera-se que essa evolução da internet veja o surgimento de ambientes online 3-D ou virtualmente integrados que fornecem aos usuários acesso à realidade virtual e experiências de realidade aumentada. O metaverso não é apenas um tipo de experiência. Em vez disso, refere-se a um continuum de experiências digitais imersivas que estarão disponíveis para os usuários no futuro e que permitirão que eles se envolvam em uma variedade de atividades diferentes em espaços completamente digitais. Por exemplo, experimentando espaços digitais e físicos integrados através da utilização de óculos digitais ou smartphones para realização de reuniões virtuais de negócios. https://seekingalpha.com/article/4472812-what-is-metaverse Podemos também citar aqui as inúmeras oportunidades e avanços que serão possíveis no contexto do desenvolvimento das áreas de engenharia, arquitetura e medicina dentre tantas outras.

E o que são NFTs? Quando algo é fungível, como uma nota de dólar, é equivalente e pode ser trocado por qualquer outra nota de dólar. Em contraste, um token não fungível é um ativo único em formato digital que não pode ser trocado por nenhum outro NFT. Isso significa que cada NFT é um item 'único'. Os NFTs são transferidos de um proprietário para outro usando a tecnologia blockchain, que cria uma trilha digital do vendedor ao comprador que verifica a transação. Isso codifica os direitos de propriedade exclusivos do comprador (novo proprietário). NFTs não são o mesmo que criptomoeda. Um NFT usa criptomoeda para realizar a transação. Ele usa a mesma tecnologia blockchain que a criptomoeda usa, mas o ativo é configurado de maneira diferente?. Enquanto uma criptomoeda pode ser negociada ou trocada em equivalência, o NFT não pode. Isso ocorre porque no caso dos NFTs, cada ativo criptográfico é configurado com um código de identificação exclusivo e metadados que distinguem um NFT de outro. Em outras palavras, você pode trocar um Bitcoin por outro Bitcoin, eles são iguais, mas os NFTs não são negociados igualmente. Os ativos incluem obras de arte, música ou avatares exclusivos, dentre muitos outros itens. Por serem únicos, os NFTs estão sendo procurados como colecionáveis.

Espera-se que a próxima iteração Web3 da Internet seja mais parecida com a fase inicial da Web 1.0 do que a atual Web 2.0. Datada da década de 1990, a Web1 foi o início da World Wide Web (WWW). Como se espera que a Web3 seja, a Web1 foi definida por protocolos descentralizados e usuários individuais. Em vez de usar aplicativos e plataformas gratuitas que coletam dados do usuário, como na fase atual da Web2, os usuários na futura fase da Web3 poderão participar da criação, operação e governança dos próprios protocolos.

Na Web3, a propriedade pode ser representada por tokens digitais ou criptomoedas, por meio de redes descentralizadas conhecidas como blockchains (https://domtotal.com/noticia/1333970/2019/02/blockchain-e-sustentabilidade/ e https://domtotal.com/noticia/1343094/2019/03/para-onde-caminha-a-blockchain/). Por exemplo, se você tiver tokens digitais suficientes para uma rede específica, poderá ter uma opinião sobre a operação ou a governança da rede. Isso é semelhante à maneira como os direitos de voto dos acionistas permitem que os acionistas registrados em uma empresa votem em ações corporativas.

Para os investidores, a Web3 pode apresentar oportunidades em torno da descentralização das finanças, o que pode abrir novos mercados, assim como as criptomoedas e as NFTs fizeram. Por exemplo, os investidores passam a ter possibilidade de acesso a novas infraestruturas transacionais, como protocolos de empréstimo, que têm o potencial de serem disruptivos. Embora a Web3 ainda esteja a anos de conquistar uma grande participação de mercado, o interesse de investidores e capitalistas de risco provavelmente crescerá à medida que as pessoas se tornarem mais instruídas sobre essa nova fase da web.

Embora a Web3 nos próximos anos possa potencialmente impactar a economia como um todo e esteja evoluindo muito rapidamente, ela ainda está em seu estágio inicial. Nesse sentido, é importante situá-la no contexto mais amplo da revolução tecnológica global e dos desafios relacionados a ela.

Uma maneira de antecipar a próxima revolução tecnológica é perguntar àqueles que gastam o dinheiro: líderes de tecnologia. Assim, a Bloomberg Businessweek se uniu à Bloomberg Intelligence, o braço de análise da Bloomberg LP, para pesquisar 3.038 executivos em todos os setores. Suas respostas, detalhadas no Bloomberg Digital Economy Index, desenvolvido pela Infosys, mostram onde os diretores de tecnologia das principais empresas estão concentrando os gastos ?" e por que estão fazendo essas escolhas. A imagem que emergiu da pesquisa é uma das análises mais detalhadas já feitas sobre os gastos corporativos com tecnologia. Manter-se à frente em tecnologia é uma das principais prioridades: 61% dos entrevistados dizem que esperam aumentar seus gastos com tecnologia. 72% provavelmente aumentarão seus orçamentos em 9% ou mais neste ano de 2022. Mais de 8 em cada 10 empresas esperam aumentar os gastos com tecnologia nos próximos 12 meses ou mantê-los estáveis. As empresas de saúde, ciências da vida e financeiras estão planejando os maiores aumentos. Os entrevistados da pesquisa estão otimistas com a atual safra de palavras-chave da tecnologia, mas estão ainda mais focados em segurança e marketing.

Parcela de entrevistados que acham que cada tecnologia será importante para seus negócios em 3-5 anos:

Segurança Cibernética: 87%;

Tecnologias de Marketing: 86%;

Inteligência Artificia: 84%;

Web: 80%;

Criptomoeda: 78%;

Metaverse: 73%.

Fonte: https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-04-08/cybersecurity-a-likely-focus-for-tech-spending-ctos-say.

53% dos entrevistados dizem que as ameaças à segurança de dados são maiores do que há um ano, com empresas menores vendo o maior aumento. Quando perguntados sobre qual área de especialização era mais demandada em suas empresas, a segurança cibernética foi a principal resposta dos entrevistados. Em média, as empresas esperam dedicar uma quantidade maior de seu orçamento de tecnologia à segurança no próximo ano. Isso é um bom presságio para empresas como, Microsoft, IBM e Accenture, de acordo com a Bloomberg Intelligence. Os gastos com computação em nuvem também devem continuar subindo. Parece improvável que a oferta de nuvem do Google consiga entrar nos dois primeiros lugares em breve: as empresas disseram que, pelo menos neste ano, aumentarão o investimento em software da Amazon Web Services e da Microsoft em um ritmo mais rápido do que no Google.

** https://seekingalpha.com/amp/article/4480677-what-is-web3?source=acquisition_campaign_google_premium&utm_source=google&utm_medium=cpc&utm_campaign=14926960698&utm_term=128319903825^dsa-1455561509464^^555659366580^^^g&external=true&gclid=Cj0KCQjwgYSTBhDKARIsAB8KukvrcQ8MOyjRitNaT_bZmc3bzvu9fOiHSYKkhrkaErsRx2t9VEXsDa0aApAhEALw_wcB.


Dom Total

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.



Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos

Não há outras notícias com as tags relacionadas.