Religião

22/06/2022 | domtotal.com

As 'Holy Ladies' que lutaram pela fé e os jesuítas na Reforma da Inglaterra

Uma nova exposição no Stonyhurst College é um testemunho poderoso do papel que as mulheres desempenharam na manutenção da fé em tempos sombrios.

Uma gravura de Stephen Verstegan (c. 1581) mostrando a prisão de um padre e várias mulheres que o abrigaram
Uma gravura de Stephen Verstegan (c. 1581) mostrando a prisão de um padre e várias mulheres que o abrigaram Foto (Com permissão dos Governadores do Stonyhurst College. Copyright Stonyhurst College)

America

No ano de 1592, aproximadamente. Frances, de onze anos, foi despertada de sua cama ao amanhecer por uma batida forte na porta da frente. Quando atende, um grupo de homens furiosos com espadas abre caminho e entra. "Traga-nos o seu pai!" exigem.

Esta está longe de ser a primeira vez que Frances enfrentou esta situação. O catolicismo é ilegal na Inglaterra e sua tia, Eliza Vaux, é conhecida por sua fé e seu hábito arriscado de abrigar jesuítas renegados. Na verdade, um deles está lá em cima agora, dormindo profundamente na cama. No passado, Frances evitou a catástrofe fingindo inocência ou medo, mas hoje ela não terá tanta sorte. O líder a agarra e segura uma faca em seu pescoço. "Diga-me onde está, ou eu vou cortar sua garganta."

"Se você fizer isso", responde, "será o sangue mais quente que você já derramou".

Este incidente, registrado pelo padre jesuíta Henry Garnet durante sua prisão na Torre de Londres, é apenas um exemplo da coragem das mulheres católicas clandestinas da Inglaterra, cuja fé e trabalho são comemorados em ?Hot Holy Ladies?, a exposição que está em cartaz até o Natal no Stonyhurst College e online. A coleção, que apresenta de tudo, de manuscritos a relíquias e arte religiosa requintada, é um testemunho poderoso do papel que as mulheres desempenharam na manutenção da fé em tempos sombrios.

Falei com o Dr. Jan Graffius, que planejou e fez a curadoria da exposição, por meio de uma chamada Zoom. Enquanto conversávamos sobre história, feminilidade e nossa fé católica compartilhada, fiquei impressionado com o quão dramaticamente o mundo mudou. Essa tecnologia agora comum, que nos permite contornar facilmente grandes distâncias, seria inconcebível para essas mulheres. Ao mesmo tempo, há um fio ininterrupto que nos liga a eles, nos une em nosso anseio por Deus e nossa esperança de um mundo melhor.

A conversa a seguir foi editada por questões de extensão e clareza.

Para começar, adoraria ter uma noção de quem você é. Qual é a sua formação e qual é o seu papel nesta exposição?

Trabalho como curador de museus desde 1982, o que é muito tempo. Trabalhei principalmente em museus e galerias em Londres, até conseguir este emprego há 21 anos, que é numa escola. As escolas não costumam ter museus e os curadores de museus não costumam trabalhar nas escolas. Mas esta é uma organização muito incomum.

Você está falando sobre Stonyhurst College.

Sim. Foi fundado em 1593 como o English Catholic Jesuit College na Holanda espanhola, porque não se podia ter uma escola católica em solo inglês. Era contra a lei. Foi fundada como uma escola para meninos ingleses no exílio sob a proteção de Filipe da Espanha. Quando os meninos começaram a aparecer em 1593, eles também começaram a trazer itens da cultura, esse é o termo técnico para coisas que estavam sendo procuradas para destruição sob as leis religiosas da época. Coisas medievais, relíquias, prata, paramentos, manuscritos e artefatos dos séculos XVI e XVII. A escola usou esses objetos desde o início como atos simbólicos da continuidade católica. Agora eles são usados para inspirar, provocar e gerar conversas sobre cultura, espiritualidade e identidade.

"Hot Holy Ladies" é um nome tão provocativo. De onde vem esse título?

É provocativo. Eu faço o meu melhor para ser o mais provocador que posso. É assim que você inicia as conversas. O título vem de um panfleto de 1602 escrito por um padre católico que não era jesuíta, chamado William Watson. Estava muito zangado com os jesuítas, a quem acusava de vir para a Inglaterra e colher todos os elogios e toda a glória e todas as viúvas ricas. Os outros sacerdotes ficaram com as migalhas. Ele cunhou esta frase "santas senhoras quentes" para descrever as mulheres que apoiavam a missão jesuíta. O calor era o zelo deles pela missão e a parte sagrada era, eu acho, sarcástica. Era para ser um insulto. Mas tendo planejado esta exposição por um tempo para olhar para o papel que as mulheres desempenharam na preservação e comissionamento de artefatos e patrimônio, é o título óbvio. As mulheres cujas vidas estou retratando e exibindo eram incrivelmente poderosas, fortes e independentes. Acho que é uma boa descrição para eles.

Que papel as "santas senhoras quentes" desempenharam na preservação da cultura católica?

Não sei o quanto você sabe sobre a situação inglesa no século XVII. Efetivamente, era ilegal ser católico. Era ilegal ser padre. Se você fosse um padre e fosse pego, era quase certo que seria executado. Se você abrigasse um padre ou abrigasse um padre em sua casa, você era passível de execução. Se você fosse à missa católica, seria multado em enormes quantias de dinheiro. Então houve uma perseguição muito pesada. A única maneira de os católicos manterem sua religião era através do acesso aos sacramentos, para os quais precisavam de um padre. A maioria das pessoas que faziam o acolhimento e a carga pesada eram mulheres. Havia uma série de razões para isso. Primeiro, as leis da época não consideravam as mulheres iguais aos homens. Eles eram mentalmente inferiores. Eles não foram capazes de fazer julgamentos. Eles eram guiados pelas emoções, e eram facilmente conduzidos. Assim, as penalidades para as mulheres que fizessem essas coisas eram, em geral, mais baixas.

Porque eles foram considerados incompetentes.

Exatamente. Então, as mulheres de quem estou falando perceberam isso e o exploraram massivamente.

Quem são algumas das outras mulheres cujo trabalho é exibido aqui?

Há várias delas. Lá está Mary Bodenham. Temos um lindo véu de cálice que ela bordou para comemorar a cura milagrosa de seu sogro no poço de St. Winefride, no norte do País de Gales, que tem uma fonte que tem fama de ter propriedades curativas. Ela bordou este véu de cálice obviamente católico com um bordado de St. Winefride, e colocou seu nome nele. Também temos cartas que ela escreveu descrevendo inúmeras curas neste lugar especial no País de Gales. Então, novamente, Mary era uma dessas pessoas que tinha essa habilidade extraordinária para bordar, mas ela estava muito focada em registrar histórias, anotá-las. Como curador, isso mexe muito comigo. Anote, pelo amor de Deus, antes que as coisas sejam esquecidas!

Depois, há as irmãs Vaux, Anne e Eliza, que eram personagens muito ardentes. Eliza Vaux particularmente, ela estava sempre se metendo em encrencas e brigando com as pessoas. Eliza costumava abrigar padres, jesuítas, muito. Ela foi alvo em várias ocasiões.

De uma mulher católica para outra, o que as "santas senhoras quentes" podem nos ensinar sobre a fé hoje?

É um discernimento do que é certo e importante para si mesmo. A dificuldade nos séculos 16 e 17 era que o governo inglês estava tentando retratar os católicos como traidores, desleais. E quando você olha ao redor do mundo agora, Deus sabe que existem muitos exemplos de tratamento injusto e discriminação. Não só a discriminação religiosa, mas a discriminação em razão da cor, orientação sexual e gênero. Você precisa discernir o que é certo, de acordo com sua própria consciência informada, e precisa ter coragem para cumpri-la. Fale por liberdade e justiça. Isso é provavelmente o que essas mulheres têm para nos ensinar hoje em dia. Não só isso, eles fizeram alguns bordados fantásticos!

A exposição física de "Hot Holy Ladies" abre em 8 de julho no Stonyhurst College em Lancashire, Inglaterra, e vai até o Natal. A exposição online já está disponível.

Traduzido por Ramón Lara.


Dom Total

Escrito por Emily Claire Schmitt, dramaturga e autora.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.