Religião Meu Dia com Deus

Dia 28 de Março - Quinta-feira

Ouça:




Confira também as mensagens de Dom Helder



Evangelho do dia: (Lucas 11,14-23)

Jesus Cristo, sois bendito, sois o ungido de Deus Pai!
Voltai ao Senhor, vosso Deus, ele é bom, compassivo e clemente (Jl 2,12s).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
Naquele tempo, 11 14 Jesus expelia um demônio que era mudo. Tendo o demônio saído, o mudo pôs-se a falar e a multidão ficou admirada.
15 Mas alguns deles disseram: “Ele expele os demônios por Beelzebul, príncipe dos demônios”.
16 E para pô-lo à prova, outros lhe pediam um sinal do céu.
17 Penetrando nos seus pensamentos, disse-lhes Jesus: “Todo o reino dividido contra si mesmo será destruído e seus edifícios cairão uns sobre os outros.
18 Se, pois, Satanás está dividido contra si mesmo, como subsistirá o seu reino? Pois dizeis que expulso os demônios por Beelzebul.
19 Ora, se é por Beelzebul que expulso os demônios, por quem o expulsam vossos filhos? Por isso, eles mesmos serão os vossos juízes!
20 Mas se expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente é chegado a vós o Reino de Deus.
21 Quando um homem forte guarda armado a sua casa, estão em segurança os bens que possui.
22 Mas se sobrevier outro mais forte do que ele e o vencer, este lhe tirará todas as armas em que confiava, e repartirá os seus despojos.
23 Quem não está comigo, está contra mim; quem não recolhe comigo, espalha”.
Palavra da Salvação.

Meditando o evangelho

UMA BOA AÇÃO MAL-INTERPRETADA
Os milagres de Jesus prestavam-se a toda sorte de interpretação. Quem olhava para o Mestre com bons olhos, via neles o sinal da presença do Reino de Deus atuando na história humana, e se maravilhavam. Quem, pelo contrário, tinha preconceitos levantava suspeitas contra ele, declarando que seu poder taumatúrgico provinha de Belzebu. Por mais espetacular que fosse o milagre operado por Jesus, sempre havia quem o interpretasse de forma maldosa.
O Mestre tentou levar seus adversários a raciocinar, sem preconceitos, a respeito de seus milagres. Os gestos portentosos de Jesus visavam sempre desarticular o poder opressor de Belzebu sobre as pessoas. Este poder satânico expressava-se na impossibilidade de alguém se comunicar, de conviver fraternalmente com os outros, de fechar-se no próprio egoísmo idolátrico. Ao libertar as pessoas destas situações, Jesus impedia que Belzebu mantivesse seu poder sobre elas. Ou seja, os milagres representavam uma luta gigantesca entre Jesus e Belzebu. Os milagres eram um indício seguro da vitória do Filho de Deus.
Se as coisas não são entendidas assim, é sinal de estar acontecendo uma tremenda cisão no reino de Satanás. Portanto, está para se desmoronar. Pelo contrário, se Jesus está desarticulando o poder de Belzebu, o Reino de Deus está se manifestando na história humana. A atitude mais sensata, neste caso, consiste em acolhê-lo e fazer-se seu discípulo.
Oração 
Senhor Jesus, ajuda-me a compreender que, em seus milagres, o Reino de Deus irrompeu na história humana e o poder opressor do demônio ficou desarticulado.


Mais: Notícias / Liturgia / Roteiro Homilético


CALENDÁRIO
dom seg ter qua qui sex sab
Espaço Acadêmico
Instituições Conveniadas