Religião Meu Dia com Deus

Dia 17 de Dezembro - Terça-feira

Ouça:




Confira também as mensagens de Dom Helder



Evangelho do dia: (Mateus 1,1-17)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Ó sabedoria do altíssimo, que tudo determina com doçura e com vigor: oh, vem nos ensinar o caminho da prudência!


Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
1 1Genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
2Abraão gerou Isaac. Isaac gerou Jacó. Jacó gerou Judá e seus irmãos.
3Judá gerou, de Tamar, Farés e Zara. Farés gerou Esron. Esron gerou Arão.
4Arão gerou Aminadab. Aminadab gerou Naasson. Naasson gerou Salmon.
5Salmon gerou Booz, de Raab. Booz gerou Obed, de Rute. Obed gerou Jessé. Jessé gerou o rei Davi.
6O rei Davi gerou Salomão, daquela que fora mulher de Urias.
7Salomão gerou Roboão. Roboão gerou Abias. Abias gerou Asa.
8Asa gerou Josafá. Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias.
9Ozias gerou Joatão. Joatão gerou Acaz. Acaz gerou Ezequias.
10Ezequias gerou Manassés. Manassés gerou Amon. Amon gerou Josias.
11Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no cativeiro de Babilônia.
12E, depois do cativeiro de Babilônia, Jeconias gerou Salatiel. Salatiel gerou Zorobabel.
13Zorobabel gerou Abiud. Abiud gerou Eliacim. Eliacim gerou Azor.
14Azor gerou Sadoc. Sadoc gerou Aquim. Aquim gerou Eliud.
15Eliud gerou Eleazar. Eleazar gerou Matã. Matã gerou Jacó.
16Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo.
17Portanto, as gerações, desde Abraão até Davi, são quatorze. Desde Davi até o cativeiro de Babilônia, quatorze gerações. E, depois do cativeiro até Cristo, quatorze gerações.
Palavra da Salvação.

Meditando o evangelho

A HUMANIDADE DO MESSIAS
A genealogia de Jesus contém elementos importantes para a correta compreensão de sua identidade. Seu objetivo é mostrar a inserção de Jesus na história do povo de Israel e fazer sua presença, na história humana, ligar-se com a longa história da salvação da humanidade. Jesus, portanto, é apresentado como verdadeiro homem e não como um ser estranho, vindo do céu, não se sabe bem como.
A sucessão de gerações, que prepara a vinda do Messias Jesus, é um retrato da humanidade a ser salva por ele. Repassando a lista de nomes, encontramos gente de todo tipo: piedosos e ímpios, pessoas de comportamento correto e gente de vida não recomendável, operadores de justiça e indivíduos sem escrúpulos no trato com os semelhantes, judeus e estrangeiros, homens e mulheres. Todos eles formam o substrato humano no qual nasceu Jesus. Esta é a humanidade carente de salvação, para a qual ele foi enviado pelo Pai.
Jesus, porém, é apresentado como dom salvífico do Pai para a humanidade. O fato da concepção virginal aponta nesta direção. Quando a lista chega em José, diz-se que ele é o esposo de Maria da qual nasceu Jesus. A sucessão pela linha masculina é rompida, ficando implícito que o Pai de Jesus é o próprio Deus. Ou seja, a salvação não é obra do ser humano. Ela é oferecida pelo Pai por meio do Messias Jesus.
Oração
Senhor Jesus, que eu saiba reconhecer, em tua humanidade, a presença da salvação oferecida pelo Pai, como dom gratuito a todos nós.


Mais: Notícias / Liturgia / Roteiro Homilético


CALENDÁRIO
dom seg ter qua qui sex sab
Espaço Acadêmico
Instituições Conveniadas