SuperDom Boa Viagem

15/04/2019 | domtotal.com

Um Porto seguro para você ancorar

Nem tudo em Portugal é Lisboa. Descubra as maravilhas do Porto.

Por Marco Lacerda*

Porto é uma cidade fascinante e vibrante que está rapidamente se tornando um dos destinos turísticos mais cobiçados da Europa. A cidade possui uma história extensa, atrações turísticas fascinantes e uma vida noturna de dar inveja em muita metrópole. Há muito para ver e fazer nesta cidade às margens do rio Douro.

Quando os encontros em cafés estavam no auge, nos anos 1920, o Majestic reunia a 'intelligentsia' local, e hoje, atrai curiosos estrangeiros, pois mantém sua arquitetura art nouveau. O Café Guarany (1933) renasceu nas proximidades, na Avenida dos Aliados. O outrora Café Imperial é agora o McDonald's mais bonito do mundo. Nem tem que andar muito para se sentar na Confeitaria do Bolhão (1896) e A Pérola do Bolhão (1917), todos na mesma rua e junto ao mercado.

Para muitos, a mais bela vista do Porto é obtida pela frente, em Vila Nova de Gaia. A ponte de Luis I, construída por um discípulo de Eiffel, une as duas cidades. Você poderia dizer que Gaia é linda graças ao Porto e vice-versa. De suas margens, os armazéns de vinho antigos, cinzentos e austeros formam uma espécie de ardósia dos Alpes, onde se destacam as propagandas de vinícolas lendárias.

Harry Potter fez mágica. Ele fez a livraria Lello & Irmão ganhar dinheiro vendendo livros. A escritora J. K. Rowling encontrou inspiração no Porto, nas capas negras dos estudantes e na escadaria das livrarias. A praça dos Clérigos reúne os Pottermaníacos, os compradores de bacalhau da Casa Oriental e os bravos dispostos a subir os 225 degraus da Torre dos Clérigos.

Os azulejos são celestiais Para conhecer a vida dos santos no Porto não é necessário entrar nas igrejas, basta olhar para as suas fachadas de azulejos azuis e brancos. Destaca-se a parede lateral da igreja do Carmo, coberta em 1912 com ilustrações do Monte Carmelo. Nas duas torres da igreja de San Ildefonso, Jorge Colaço elaborou com alegorias sobre a Eucaristia, e o artista pintou a vida de Santo Antônio na dos Congregados. Não menos espetacular é a Capela das Almas e o claustro de azulejos da catedral.

Da estação São Bento, com seus 20.000 azulejos pintados à mão, descemos até a Rua das Flores, com suas lojas centenárias e a sala de chá Joia da Coroa. E na fachada do Museu da Misericórdia está pendurada uma escultura de Rui Chafes.

A Rua de Miguel Bombarda, na parte superior, é uma área despretensiosa, cujas ruas foram ocupadas por oficinas de artistas; galerias como Ó!, Quadrado Azul ou Trindade; lojas de glamour e pensões como La Favorita e restaurantes legais como Oficina. A rua, anteriormente isolada, é hoje o centro das preocupações artísticas.

Ir de bicicleta ao longo do Douro é uma experiência agradável. A azáfama da Ribeira é abandonada e avançamos para a foz do rio e o rugido do oceano, onde o Porto muda o nome para Foz e depois para Matosinhos. Um passeio com paradas no parque da cidade e nas praias até o espetacular Terminal de Cruzeiros. Antes de retornar, nós repomos forças na Marisqueira dos Pobres.

O Douro é a denominação de vinho mais antiga do mundo (1756). A viagem de barco no interior do Douro pode durar horas ou dias. Uma experiência essencial para entender o Porto e o mérito dos seus viticultores que plantaram vinhas em terras inóspitas. A navegação até o Pinhão (a mais recomendada, por 75 euros) descobre fazendas entre encostas e terraços de xisto. A degustação é garantida e, se for época, a coleta ou trituração da uva em uma quinta também.

No Porto você tem de experimentar uma francesinha. É composto por uma montanha de pão fatiado, queijo, bacon, carne, ovo frito e salsichas, tudo bem regado com molho, mais ou menos picante, e acompanhado de muitas batatas fritas. O Requinte, a Mauritânia Real e a Bufete Fase são os meus lugares favoritos para este prazer culinário.

Entre no Porto pelas águas do Douro:

*Marco Lacerda é jornalista, escritor e Editor Especial do Dom Total.

Comentários
Mais Lidas
Instituições Conveniadas